Eduardo Bolsonaro Exige Desculpas da Imprensa após Revelações sobre Vacina da AstraZeneca

Eduardo Bolsonaro Exige Desculpas da Imprensa após Revelações sobre Vacina da AstraZeneca
O deputado federal Eduardo Bolsonaro não poupou críticas à imprensa após as recentes revelações da farmacêutica AstraZeneca sobre possíveis efeitos colaterais raros associados à vacina contra a Covid-19. Em uma contundente declaração nas redes sociais nesta terça-feira (30), o parlamentar exigiu desculpas ao ex-presidente Jair Bolsonaro.

"Aguardando os jornais e imbecis que chamaram Jair Bolsonaro de genocida mostrarem que têm um pingo de vergonha em suas caras safadas e se desculparem", disparou Eduardo Bolsonaro.

Além disso, o deputado destacou que o cerco a Bolsonaro durante a pandemia não se tratava realmente de saúde, mas sim de uma busca pelo poder. "Nunca foi pela saúde. Sempre foi pelo poder. Mais claro do que nunca", afirmou.

A admissão da AstraZeneca sobre os possíveis riscos de trombose associados à vacina foi revelada em uma ação coletiva movida por pessoas que desenvolveram trombose após a vacinação na Inglaterra. No total, 51 famílias estão buscando uma indenização de aproximadamente R$ 700 milhões.

Nos documentos apresentados no processo, a empresa reconheceu que a vacina contra a Covid-19 "pode, em casos muito raros, causar síndrome de trombose com trombocitopenia (TTS)", um quadro caracterizado pela formação de coágulos sanguíneos, aumentando o risco de obstrução de veias e artérias.
Voltar para o blog

Deixe um comentário

1 de 4