Heliponto de Lula no Planalto Gerará Gastos de R$ 769 Mil aos Cofres Públicos

Heliponto de Lula no Planalto Gerará Gastos de R$ 769 Mil aos Cofres Públicos
Um edital lançado pela Presidência da República esta semana iniciou um processo licitatório visando a construção de um novo heliponto nos arredores do Palácio do Planalto, substituindo uma estrutura já existente, para atender às necessidades de transporte do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo o documento, a obra está estimada em R$ 769.738,55.

Um estudo técnico preliminar elaborado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para o heliponto, incluído nos documentos da licitação, revela que o local contará não apenas com espaço para pouso de helicópteros, mas também com uma pista de acesso para automóveis.

Um aspecto notável do certame é um despacho do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), mencionado no estudo técnico da Infraero, indicando que o novo heliponto não será adaptado somente para os modelos de helicópteros existentes, mas também para "vetores futuros" que possam ser utilizados para o transporte presidencial.

Essa observação sugere que a nova estrutura está sendo planejada para acomodar até mesmo carros voadores, cuja fabricação já começou em alguns países. A Embraer, por exemplo, já recebeu encomendas para o eVTOL, um veículo com decolagem e aterrissagem verticais.

O novo heliponto no Planalto terá capacidade para acomodar aeronaves de até 5 toneladas e com um comprimento total de até 15 metros. Atualmente, Lula utiliza helicópteros para viagens oficiais pelo país ou para o exterior, os quais geralmente o transportam do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, até a Base Aérea de Brasília.
Voltar para o blog

Deixe um comentário

1 de 4