Secretária da Saúde é Criticada por Férias em Meio à Epidemia de Dengue

Secretária da Saúde é Criticada por Férias em Meio à Epidemia de Dengue

Ethel Maciel, titular da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), tirou férias logo após o Ministério da Saúde declarar a gravidade da epidemia de dengue no Brasil. As críticas se voltam para a ministra da Saúde, Nísia Trindade, que autorizou a ausência da funcionária.

Ethel, uma epidemiologista fundamental no combate à doença, esteve ausente durante todo o mês de janeiro, viajando para o exterior, incluindo destinos como a Índia. Com um salário mensal de R$ 33,4 mil, ela recebeu R$ 11,1 mil referentes às férias.

"Despeço de 2023 com gratidão. Com as energias do hinduísmo e do budismo, abraço 2024 e desejo muita sabedoria para atravessarmos os desafios que nos esperam", compartilhou Ethel em suas redes sociais, onde divulgou fotos de sua viagem.

Veja:

Em novembro de 2023, a Secretaria de Saúde alertou para a possibilidade de uma epidemia de maior magnitude do que as documentadas anteriormente no país.

O Ministério da Saúde afirmou que Ethel foi "devidamente substituída" durante suas férias e que as ações planejadas foram mantidas. A doutora Angélica Espinosa assumiu interinamente o cargo durante esse período.

O Brasil registrou o maior número de mortes por dengue em um ano desde o início da série histórica, em 2000, com 1.116 óbitos nas 13 primeiras semanas de 2024. Esse número supera as 1.079 vítimas registradas ao longo de todo o ano anterior.

Voltar para o blog

Deixe um comentário

1 de 4