A Tática da Divisão: Estratégias para Manter o Poder e Fragmentar uma Nação!

A Tática da Divisão: Estratégias para Manter o Poder e Fragmentar uma Nação!
Essas máximas têm sido aplicadas por déspotas ao longo da história, de Júlio César a Napoleão, passando por Filipe II da Macedônia. No entanto, também são empregadas por qualquer um astuto o suficiente para explorá-las, até mesmo por diretores de empresas desonestos para manter seu poder, fomentando a desconfiança entre seus subordinados.

Maquiavel é um dos maiores expoentes dessa prática, aconselhando os tiranos a semear a discórdia entre os indivíduos para evitar coalizões que ameacem o seu domínio.

Lula e seu grupo adotaram essa estratégia no Brasil, alimentando divisões internas para perpetuar seu poder desde os tempos imemoriais. A polarização e radicalização extremista que assolam o país são fruto direto desse jogo sórdido.

Negros contra brancos, pobres contra ricos, burguesia contra operários, operários contra patrões; todas essas fissuras foram habilmente exploradas pelo lulopetismo para incitar o ódio e se manter no poder.

Outras formas legítimas de governar, como competência administrativa e cuidado com o povo, foram negligenciadas em prol dessa estratégia nefasta.

Quanto aos ataques a Bolsonaro, não são meros lapsos de lucidez, como alguns sugerem. São tijolos deliberados na construção do divisionismo e da polarização burra que assolam nossa sociedade.

Enquanto isso, o lulopetismo, frente ao fracasso iminente que se avizinha, recorre cada vez mais à divisão e ao ódio como último recurso para manter-se no poder. O fracasso é evidente não apenas no desgoverno interno, mas também na mediocridade de nossa diplomacia e em episódios lamentáveis como os Twitter Files.

Assistiremos nos próximos dias a um aumento da retórica incendiária, na tentativa desesperada de perpetuar uma hegemonia fadada ao fracasso.

A antiga máxima "o povo unido jamais será vencido" representa a maior ameaça à máquina opressora que nos domina. A união do povo, além de partidos e ideologias, é o verdadeiro terror para aqueles que buscam manter-se no poder à custa da divisão e da discórdia.

Enquanto brigamos em uma jaula criada pelo lulopetismo e seus aliados, a verdadeira liberdade e prosperidade continuam distantes, mas não inalcançáveis.
Voltar para o blog

Deixe um comentário

1 de 4