Tarcísio desafia Lula ao propor aumento do salário mínimo paulista para R$ 1.640

Tarcísio desafia Lula ao propor aumento do salário mínimo paulista para R$ 1.640
O governador Tarcísio de Freitas enviou uma proposta à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) na última terça-feira (30), estabelecendo que o salário mínimo paulista para 2024 deverá ser fixado em R$ 1.640. Este valor representa um reajuste acima da inflação pelo segundo ano consecutivo, com um aumento acumulado de até 27,7% em relação ao piso estadual de 2022.

Tarcísio destacou que desde 2023, sua gestão tem se comprometido em promover mais dignidade para a população, enfatizando que o aumento na remuneração terá um impacto direto nesse objetivo. Ele ressaltou ainda a importância da aprovação célere do salário mínimo proposto pelos deputados estaduais.

O salário mínimo paulista proposto pelo governador supera em 16,1% o salário mínimo estabelecido pelo Governo Federal para 2024, o qual é de R$ 1.412 desde o início do ano.

A proposta de Tarcísio representa um aumento real em relação à inflação oficial acumulada nos últimos 12 meses, que ficou em 3,93% segundo o IBGE. Com isso, o reajuste proposto equivale a um aumento entre 25,5% e 27,7% em relação ao salário mínimo paulista de 2022.

A iniciativa do governador de reajustar o salário mínimo acima da média por dois anos seguidos demonstra uma mentalidade e capacidade de gestão contrastantes com a abordagem do governo anterior. Enquanto os valores dos salários mínimos, tanto federal quanto paulista, ainda são considerados baixos, a busca por uma correção mais acelerada reflete uma abordagem mais proativa em relação à realidade econômica do estado.

Essa diferença de abordagem é evidente e pode ser interpretada como uma forma de desafio ao ex-presidente Lula, cujo governo, segundo a gíria popular, está sendo figurativamente "passado a limpo" pelo governo de Tarcísio.
Voltar para o blog

Deixe um comentário

1 de 4